Cultura

Livro “Património Cultural da Água” destaca aqueduto de Mafra e Jardim do Cerco

Foto: Joe Taruga

Ontem, 19 de Abril, Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a Câmara Municipal de Mafra apresentou o livro “Património Cultural da Água – Roteiro de Aquedutos / Cultural Heritage of Water – Itinerary of Aqueduts”, tendo como parceiros institucionais a Comissão Nacional da UNESCO e o Museu da Água.

Percorrendo o país, o roteiro de 42 aquedutos, pela primeira vez apresentado em livro, sob o conhecedor e experiente olhar científico e imagético do autor Pedro Inácio, promove um diálogo comparativo e intercultural com os bens congéneres classificados pela UNESCO no mundo, salientando a complexidade estrutural dessas obras hidráulicas, detentoras de uma beleza e grandiosidade únicas, sendo disso prova os quatro aquedutos portugueses classificados, entre os quais o de Mafra.

O livro integra, também, um capítulo especial dedicado ao Jardim do Cerco, da autoria de Cristina Castel-Branco, Carlos Ribas de Irina Alexandra Lopes. Este coloca em evidência não apenas a riqueza histórica desse espaço – onde D. João V, o Magnânimo, mandou plantar toda a espécie de árvores e plantas vindas dos quatro cantos do globo terrestre, permitindo aos frades de Mafra possuir uma botica singular, ao tempo, na produção de fármacos e elixires, servindo um hospital e uma enfermaria com técnicas médicas e tratamentos pioneiros – como deixa explícito que o projeto de restauro levado a cabo, entre 1996-1997, sob a coordenação da arquiteta paisagista Cristina Castel-Branco, foi um dos primeiros que seguiu, fielmente, a Carta de Florença, documento basilar do Comité Científico de Paisagens Culturais da UNESCO, que define os procedimentos corretos para o restauro de Jardins Históricos.

Brevemente, a publicação bilingue “Património Cultural da Água – Roteiro de Aquedutos / Cultural Heritage of Water – Itinerary of Aqueduts” poderá ser adquirida nas Bibliotecas Municipais pelo valor de 20€.