Cultura Música

Diogo da Costa Ferreira é galardoado com o Prémio Jovens Criadores 2021

O compositor e escritor Diogo da Costa Ferreira, natural do concelho de Mafra, foi recentemente galardoado com o Prémio Jovens Criadores 2021, na área da Música, pelo Centro Nacional de Cultura.

Por decisão unânime do júri, foi atribuída ao compositor a Bolsa de Criação na área da Música com o objetivo de ser criada uma nova ópera, a qual se debruçará sobre a violência contra as mulheres.

Diogo da Costa Ferreira tem vindo a afirmar-se no panorama musical nacional, tendo a sua música sido apresentada nas mais prestigiadas salas portuguesas, como é o caso do Teatro Nacional de São Carlos, do Teatro de São Luiz, do Teatro Thalia, do Teatro Helena Sá e Costa, entre muitos outros. Nos últimos anos, tem-se dedicado particularmente à ópera.

Estreou a sua ópera “Multidão” no Teatro Thalia em 2018, com a encenação de Luís Madureira e, em 2020, estreou com enorme sucesso a sua ópera “Esta Ítaca que não encontro” no Festival OperaFest 2020, com encenação de António Pedro.

Atualmente, encontra-se a concluir a ópera “Paramos ou Morremos”, a qual será estreada em Agosto de 2021 pelo renomado Quarteto Contratempus.

Diogo da Costa Ferreira é membro do Centro de Investigação & Informação da Música Portuguesa, da Associação Portuguesa de Escritores, da Associação Portuguesa de Psicanálise e Psicoterapia Psicanalítica, e do Instituto Brasileiro de Psicanálise Winnicottiana.

Publicou oito livros.